quinta-feira, 22 de junho de 2017

A história de João e Julia parte III

Sabe aqueles dias em que acordamos com um proposito bem formulado? Aquele dia que é o nosso dia D? Pois este foi o sentimento que João sentiu em uma terça feira qualquer enquanto pedalava sua bicicleta e ouvia o seu Podcast sobre cultura nerd geek a caminho do trabalho, ele se sentiu frustrado por ter perdido tanto tempo por medo de se declarar à Julia e foi quando se deu conta que esta covardia estava lhe roubando mais do que seu temor falsamente mensurava. 
Foi então que passou a idealizar a melhor forma de fazer esta abordagem, só o fato deste pensamento o deixou extremamente ansioso e por isso mesmo ele se atentava em vislumbrar cada detalhe de modo a parecer tranquilo e não transpassar o quanto estava afoito uma vez que demorou muito tempo para que ele conseguisse adquirir coragem para demonstrar seus reais sentimentos. 
Naquela terça João não rendeu nada em seu estagio, pois seu pensamento estava em Julia e em sua abordagem, pensou em flores, bombons, mas viu que estava se precipitando e optou por ir de cara limpa, ele sabia que Julia estudava em um campus a 15 minutos de seu trabalho, mas não sabia quais os horários de Julia então achou que fazer um contato prévio seria mais assertivo, então chamou Julia no WhatsApp com o clássico: Oi, tudo bem? Foi então que o momento entre os dois tracinhos ficarem azuis foram uma eternidade, olhava o celular minuto a minuto até que Julia o respondeu falando que estava tudo bem, perguntou como ele estava e o motivo do sumiço, ele usou a alegação de sua rotina atribulada, o que de fato era verdade até certo ponto, perguntou as novidades da faculdade e contou as suas, foi então que Julia disse que estava com saudades dessas conversas e lhe perguntou porque eles haviam se afastado, naquele momento João travou e ficou aliviado por aquela conversa não estar acontecendo pessoalmente pois com certeza ele iria travar e não teria resposta correndo o risco de possivelmente gaguejar, pensou bastante e resolveu desconversar e falar que pensava a mesma coisa e que por isso queria sair pra dar uma volta, tomar um café e por o papo em dia. 
Julia demorou uns 15 minutos para responder, pediu desculpas, e justificou ter tido que atender uma chamada, falou que achou a ideia genial, ainda mais que queria lhe mostrar umas músicas novas que havia baixado e perguntou se podiam marcar para amanhã as 19 horas. Aquele momento foi meio estranho pra João que sentiu um frio na barriga ao ver seu desejo se concretizando, apesar de que ele ainda não havia dito o real motivo de sua abordagem. Combinaram os detalhes e até a chegada da data e horário marcado João sabia que sua mente viveria um misto entre ansiedade e tensão, pois apesar de ter tido atitude e iniciativa o medo de seu sentimento não ser correspondido ainda era grande, mas ele sabia que precisava se declarar e libertar seu coração daquela angustia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário