quinta-feira, 27 de julho de 2017

Fique Bem, Até Logo - Parte I

Pedro estava muito chateado por mais um discussão com Bianca, era como se já soubesse que o namoro tinha chegado ao fim, mas quatro anos de namoro e tudo o que passaram juntos o fazia acreditar que valia a pena insistir mais um pouco, mesmo em meio a tantas brigas, mas essa o havia abalado mais que de costume, nem ouvindo Red Hot no último volume ele conseguia se sentir um pouco melhor (isso sempre funcionava para aliviar o aperto que sentia no peito).
Sentindo que precisava caminhar um pouco, desceu uma estação antes da habitual no metrô e enquanto ia caminhando desatento com sua música alta, uma garota toca em seus ombros meio tímida e se desculpando por incomoda-lo pergunta onde fica o bairro da Lapa, ele que não havia entendido tira os fones e pergunta o que a garota havia dito, desconcertara ela repete sua pergunta e ele diz:
- Eu moro lá, não fica longe muito daqui, onde exatamente está indo?
- Estou indo na rua da igreja na casa de uma amiga, sabe onde é?
- Sei sim, é um quarteirão depois da minha casa, me acompanhe que eu te mostro como chegar lá, a propósito me chamo Pedro.
- Alana, muito prazer!
Eles foram conversando e o papo fluía como se eles se conhecessem à anos, desde assuntos da faculdade até séries e filmes da Netflix. Foi então que Pedro se deu conta de como aquela garota de compridos cabelos loiros e olhos azuis era realmente encantadora e eu ele havia se esquecido dos problemas que lhe atordoavam, foi quando chegou no quarteirão de sua casa, mostrou a Alana onde ficava a igreja e se despediu. Parecia que havia voltado a realidade, com os mesmos problemas com Bianca, chegou em casa, tomou um banho e foi dormir.
No dia seguinte seguiu sua rotina normal, porém saindo do trabalho foi tomar umas com Carlos e falar um pouco dos problemas, saindo pegou o metrô e sem saber explicar exatamente o porquê acabou descendo novamente uma estação antes do habitual e para sua surpresa Alana estava a sua espera, Alana o cumprimentou e disse que o papo havia sido tão bom que resolveu repetir a dose, Pedro ficou surpreso mais também havia gostado do papo então deixou que Alana o acompanhasse, chegando no quarteirão de sua casa Alana o chamou para tomar um açaí, inicialmente Pedro pensou em recusar mas aqueles olhos azuis o impediam de dizer não e assim ele acabou aceitando.
A química que havia entre eles era enorme e eles ficaram ali conversando por horas, até que o dono do estabelecimento disse que precisava fechar e os pediu para que fossem embora, assim o fizeram e Pedro acompanhou Alana até a casa de sua amiga, na hora da despedida Alana quis beijar Pedro que esquivou e totalmente desconcertado foi embora sem dizer mais nada.
No outro dia acordou com uma ligação de Bianca, mas sem saber como agir e o que falar achou melhor ignorar e ligar para Carlos para lhe pedir conselhos. Eles foram almoçar juntos e conversar sobre, e antes que Pedro falasse Carlos lhe perguntou quem era a loira que estava com ele no açaí ontem?
Carlos estava passando e viu os dois no maior “love” e achou estranho pois até onde ele sabia Pedro ainda estava namorando com Bianca.
Pedro explicou o que havia acontecido, desde o metro até o açaí e que ela havia tentado beijar ele e que ele recuou e fugiu da menina sem saber o que fazer. Após alguns minutos de risos do amigo por ele correr de uma loira linda, Carlos perguntou a Pedro:
- Quem é a loira?
- É a Alana.
- Você entendeu minha pergunta Pedro, quem é a loira?
- No momento uma pergunta difícil de responder.
- Então resolva seus problemas com Bianca antes de entrar em outro relacionamento, até mesmo para não correr o risco de estar apenas confundindo frustração do relacionamento atual com um possível affair.
- Nem que eu quisesse eu não tenho contato da Alana, vou conversar com a Bianca, mas eu vou terminar, não para ficar com a Alana, e sim porque não quero prolongar algo que já passou do prazo de validade.
- Você sabe o que faz meu amigo, me conte como foram as coisas, mas agora preciso voltar ao trabalho e acredito que você também.
- Tenho alguns minutos, mas ok, a gente se fala a noite. Valeu man.
- Se cuida cara, pensa bem!
Saindo do serviço Pedro ligou para Bianca e disse que precisavam conversar, foi quando Bianca o surpreendeu com a seguinte frase:
- Pedro eu não sou criança, “precisamos conversar é a mesma coisa que quero terminar”, e se é para ser assim que seja por telefone, não quero ouvir isso de você assim na minha cara, prefiro por telefone que é menos doloroso.
- Bianca, não torne as coisas mais difíceis do que precisam ser....
- Pedro nosso namoro acabou a tempos, só você que não se deu conta, é melhor que seja assim do que prolongar em algo fracassado e acabarmos nos odiando no final, não quero ser grossa mas vou desligar, se cuida. Abraço
Pedro não entendia ao certo o que havia acontecido, mas parecia que mesmo com a chateação de um termino de namoro ele se sentia aliviado por ter feito a coisa mais acertada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário