quinta-feira, 1 de junho de 2017

A história de João e Julia parte II

Quase seis meses se passaram desde que se teve noticias de João e de seu sentimento platônico por Julia, e em seis meses muitas coisas mudam e não foi diferente com a vida de João, que agora iniciou a faculdade de arquitetura e já havia conseguido um estagio em um escritório de um arquiteto amigo de seu tio Carlos, resolveu aprofundar seus estudos em inglês e agora fazia aulas particulares com um instrutor via Skype, pois assim conseguia otimizar seu tempo, tempo este que estava cada vez mais escasso com o estagio e a faculdade, ainda mais que João havia ainda ingressado na autoescola para obter sua habilitação. 
Pode parecer pouco, mas para João que tinha apenas 19 anos isso era demais, ele se sentia vivo e ativo, sentia-se produtivo e isso era a válvula propulsora que ele precisava naquele momento, poder vislumbrar seu futuro e sentir se protagonista de sua vida, era uma experiência que lhe era única, mas em meio a tudo isso ele sentia que ainda faltava algo, talvez ate porque paradoxalmente o que ele almejou e depois julgou impossível que era se afastar de Julia acabou acontecendo devido sua rotina e o fim de seu ponto de encontro o qual era as aulas de inglês. 
E para endossar ainda mais a lista de desencontros da vida de João, Julia havia terminado seu namoro com Paulo a mais ou menos três meses, o que deixava nosso jovem ainda mais confuso, pois se já não bastasse sua assoberbada rotina e o sentimento de que algo faltava e que sem sombra de dúvidas o que lhe faltava eram as deliciosas conversas casuais com Julia, ele sentia que se declarasse seus sentimentos ela poderia entender que ele estava sendo apenas mais um oportunista, que estava querendo apenas se aproveitar de seu recente término e com isso perderia até sua amizade (mesmo que distante) com Julia, o que acabaria sendo uma perda ainda pior e com isso resolveu que seria mais sensato deixar as coisas como estavam, por medo de perder até o pouco que têm, mesmo que isso não mudava o fato de que toda vez que ouvia suas playlist de rock clássico (pois era um gosto que tinham em comum) ele repensava em sua decisão e era corroído pela duvida, pensava se valeria arriscar sua amizade agora distante para expressar seus sentimentos e descobri que quem sabe estes possam ser correspondidos, afinal de contas um coração apaixonado sempre é inundado de esperança, entretanto enquanto João não tomar coragem e se decidir nós não conheceremos o desfecho desta história.

Nenhum comentário:

Postar um comentário