quinta-feira, 27 de abril de 2017

120 por hora

E ela não se aplica aos padrões, ele que sempre foi só um "normalzinho" no meio da multidão, descobriu que ela era seu acelerador e que com ela a vida a menos de 120 por hora simplesmente não existe, é um saco! No trem da vida ele foi de motorista a passageiro em questão de segundos e esse misto de medo e insegurança, com um toque de adrenalina e uma pitada de desejo era tudo que ele queria.
Em meio a tantas idiossincrasias ela se vê perdido entre quem é e quem quer ser ao lado dessa garota que é um turbilhão de emoções, um furacão em seu coração.
Ele olha no fundo de sua garota e diz, pula comigo? Prometo não te machucar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário