terça-feira, 28 de março de 2017

Solar (Música)

Nos mostre o brilho desta cidade
O colorido, o que for
Rotina corta o meu sorriso
E nos mistura junto ao calor

Eu quero o coro da multidão
Que se indigna e mostra fervor
Mas vejo crenças que se desbotam
E desanimam antes de caminhar

A história pulsa e detrás dos montes têm muito pra contar
Tem muito pra contar
A arte grita e sem respaldo
Alguém pra escutar?
Corações lutam abarrotados
Ônibus lotado pra tomar
E o que eu tenho pra amanhã?

Nos mostre o brilho dessa cidade
Sei que há beleza e calor
De tantos nomes que desabrocham
Nos deem motivos pra ter vigor
Eu quero o coro da multidão
Que dá a cara e mostra fervor
Se existem crenças que não desbotam
Nem desanimam antes de caminhar no solar

E caminhar no solar
E caminhar no solar
E caminhar no solar dos sertões


Notas do autor: Essa letra foi originalmente composta com intuito de participar do Festival do Pequi, que ocorre anualmente em Montes Claros- MG todo final de ano. Cenário político um caos (como de praxe em todo o Brasil), e a luta diária pra continuar nesta vida e rotina cansativa de estudar, trabalhar, tomar ônibus e aguentar todo o calor desta cidade escaldante.

Sobre o autor: Geraldo Júnior, 26 anos, baiano mineiro, acadêmico de Ciências Contábeis e da vida. Meu coração é das humanas. Cantor, compositor. Ora introspectivo e tímido, ora desbocado e decidido. Sempre dando de pintor e produção de artes por aí.

Nenhum comentário:

Postar um comentário